Como funciona o IFC

O IFC (Industry Foundation Classes) é um padrão de arquivo de informação da construção que é usado para armazenar informações sobre projetos de construção e engenharia. Ele é amplamente utilizado como um formato de arquivo para a troca de informações entre diferentes sistemas de software de construção e engenharia, como programas de desenho arquitetônico, sistemas de gerenciamento de projetos e simulações de construção. O IFC foi desenvolvido pela International Alliance for Interoperability (IAI) e é amplamente adotado em todo o mundo como um padrão para a troca de informações na indústria da construção. Ele é útil porque permite que as informações de um projeto sejam compartilhadas e utilizadas por diferentes sistemas de software, o que facilita a colaboração entre os diferentes membros de um projeto de construção.

Além de armazenar informações sobre projetos de construção, o IFC também pode ser usado para armazenar informações sobre o gerenciamento de projetos e o gerenciamento de ativos. Isso permite que as informações sobre um projeto sejam acessadas e compartilhadas por todos os membros do projeto, independentemente do sistema de software que eles estão usando.

O IFC é um padrão aberto, o que significa que qualquer pessoa pode acessar e usar o padrão sem ter que pagar royalties. Isso torna o IFC uma opção atraente para muitas empresas e organizações que desejam trocar informações sobre projetos de construção e engenharia.

Existem várias versões do IFC disponíveis, cada uma delas com suporte a diferentes conjuntos de informações e recursos. A versão mais recente do IFC é a IFC4, que foi lançada em 2012 e adiciona suporte a novos tipos de informações, como informações sobre edifícios verdes e energia.

O IFC é usado principalmente para a troca de informações entre diferentes sistemas de software de construção e engenharia. Por exemplo, um arquiteto pode criar um projeto de edifício usando um programa de desenho arquitetônico e, em seguida, exportar as informações do projeto em um arquivo IFC para que possam ser usadas por outras pessoas, como engenheiros ou gerentes de projetos. Isso permite que todos os membros do projeto tenham acesso às informações mais atualizadas sobre o projeto, independentemente do sistema de software que eles estão usando.

Além disso, o IFC também pode ser usado para armazenar informações sobre ativos de construção e engenharia, como equipamentos ou instalações. Isso permite que as informações sobre esses ativos sejam acessadas e compartilhadas por todos os membros do projeto, o que pode ser útil para o gerenciamento de ativos ao longo do tempo.

Existem vários programas de software que suportam o IFC e permitem que os usuários criem, importem e exportem arquivos IFC. Alguns exemplos incluem o FreeCAD, Blender BIM, Autodesk Revit, o ArchiCAD e o Solibri Model Checker.

O IFC foi desenvolvido pela International Alliance for Interoperability (IAI), que é uma organização sem fins lucrativos que foi criada para promover a interoperabilidade na indústria da construção. A IAI é composta por uma ampla gama de empresas e organizações da indústria da construção, incluindo fabricantes de software, empresas de engenharia e construtoras.

O IFC é baseado em uma linguagem de marcação chamada EXPRESS (ISO 10303-11), que é uma linguagem de especificação de dados padronizada pela International Organization for Standardization (ISO). A EXPRESS é usada para definir a estrutura e o significado das informações armazenadas em um arquivo IFC. Ela é uma linguagem de alto nível que é projetada para ser fácil de ler e compreender por humanos, embora também possa ser usada por programas de computador para processar e interpretar essas informações.

Quem é a Building SMART?

BuildingSMART (também conhecido como International Council for Research and Innovation in Building and Construction, ou CIB) é uma organização internacional sem fins lucrativos que foi criada para promover a interoperabilidade na indústria da construção. A BuildingSMART trabalha para desenvolver e promover padrões e tecnologias que permitem que os projetos de construção sejam mais eficientes, mais sustentáveis e mais fáceis de gerenciar.

Uma das principais atividades da BuildingSMART é o desenvolvimento do IFC (Industry Foundation Classes), que é um padrão de arquivo de informação da construção amplamente utilizado para a troca de informações entre diferentes sistemas de software de construção e engenharia. A BuildingSMART também trabalha em outros projetos relacionados à interoperabilidade na indústria da construção, incluindo o desenvolvimento de ferramentas e tecnologias para facilitar a colaboração entre os membros de um projeto de construção.

A BuildingSMART é composta por uma ampla gama de empresas e organizações da indústria da construção, incluindo fabricantes de software, empresas de engenharia e construtoras. Ela é apoiada por um amplo conjunto de parceiros em todo o mundo, incluindo governos, universidades e instituições de pesquisa.

Reforçando que o FreeCAD é homologado pela BuildingSMART, por ser usado para criar e editar arquivos IFC (Industry Foundation Classes), que é um padrão de arquivo de informação da construção amplamente utilizado para a troca de informações entre diferentes sistemas de software de construção e engenharia. Isso pode ser útil para aqueles que desejam trocar informações sobre projetos de construção com outras pessoas ou sistemas de software.



5,0 rating based on 228 ratings

5,0 rating based on 228 ratings

Por Pedro Henrique

Atuo como Mentor de Implantação BIM apaixonado por disseminar o conhecimento e impulsionar a indústria da construção civil rumo ao futuro. Fundei a HR Compacta, uma empresa que oferece mentoria, cursos e palestras especializadas no uso de softwares livres, como o FreeCAD, dentro da metodologia BIM. Minha formação abrange Gestão Empresarial, Edificações, Programação e Transação Imobiliária, e sou membro da Comissão de Estudo Especial de BIM da ABNT - CEE_134.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *