Descomplicando o BIM

É importante destacar que Building Information Modeling (BIM) é uma metodologia que permite a criação e gestão de modelos digitais tridimensionais de edifícios e infraestruturas. O BIM é uma ferramenta valiosa para a colaboração entre diferentes disciplinas, fornecendo informações detalhadas sobre o projeto, a construção e a manutenção de um edifício. Além disso, o BIM pode ser utilizado para simulações, análises e planejamento de recursos, auxiliando na tomada de decisões e na redução de custos e riscos. A implantação do BIM é cada vez mais requerida em projetos de engenharia, arquitetura e construção para garantir maior eficiência e qualidade no processo construtivo.

É importante destacar que a aplicação do BIM não se restringe apenas à fase de projeto, mas estende-se à fase de construção e manutenção. O modelo BIM pode ser usado para acompanhar o progresso da obra, gerenciar mudanças e conflitos, além de ser uma ferramenta para a gestão de informações sobre os materiais e equipamentos utilizados. Isso permite uma maior eficiência e qualidade no gerenciamento da obra, além de proporcionar uma maior segurança e sustentabilidade ao longo da vida útil do edifício.

Outro ponto muito importante é em relação ao os níveis de maturidade BIM que são chamados de Level of Development (LOD). Eles descrevem o grau de detalhamento e precisão de informações no modelo BIM em diferentes estágios do projeto. Os níveis de maturidade BIM variam de LOD 100 a LOD 500, sendo LOD 100 o menos detalhado e LOD 500 o mais detalhado.

  • LOD 100: Representação esquemática do edifício, geralmente com representação básica de forma e tamanho, sem detalhes de componentes e materiais.
  • LOD 200: Representação de forma e dimensão do edifício, com informações adicionais sobre componentes e materiais.
  • LOD 300: Representação mais detalhada de componentes e materiais, incluindo informações sobre suas especificações e desempenho.
  • LOD 350: Representação de sistemas mecânicos, elétricos e hidráulicos, incluindo informações sobre seus componentes e desempenho.
  • LOD 400: Representação de detalhes construtivos, incluindo informações sobre juntas, conexões e sistemas de fixação.
  • LOD 450: Representação de equipamentos e mobília, incluindo informações sobre suas especificações e desempenho.
  • LOD 500: Representação de detalhes de fabricação e instalação, incluindo informações sobre tolerâncias, ajustes e instruções. Basicamente As Built do projeto.

Enquanto a modelagem 3D é importante para fornecer uma representação visual do projeto, o BIM tem como objetivo principal extrair informações importantes sobre o projeto, como materiais, dimensões, custos e requisitos de manutenção. Os blocos 3D, conhecidos como “famílias”, são usados ​​como referência para o espaço projetado, mas não são a principal preocupação do BIM. A importância do BIM é garantir que as informações críticas estejam disponíveis e acessíveis para todos os envolvidos no projeto, desde o início até a entrega e manutenção do edifício. É importante entender que o BIM é muito mais do que apenas modelagem 3D e que a coleta e gestão de informações é a chave para o sucesso do projeto.

Ressalto que o BIM também tem as questões de maturidade, que atualmente são 10, onde a primeira dimensão tem como objetivo a compreensão nacional dos protocolos BIM e a introdução de fluxos de trabalho colaborativos. A segunda dimensão enfatiza a importância do envolvimento das maneiras de contratar e a criação de compromisso com soluções de gerenciamento integradas, buscando uma implantação adequada às necessidades, através de softwares específicos.

O BIM é um processo que coleta informações gráficas e não gráficas do projeto, incluindo escolha de materiais de trabalho. Na terceira dimensão, há benefícios como visualização otimizada, fornecimento de dados e processos para equipe multidisciplinar, e redução de erros. Com a metodologia BIM, é possível aplicar informações de sequência de obra, fases de implantação e cronograma, como no caso do software Autodesk Naviswork, que permite simulação da obra e previsões mais precisas e que em breve, buscando a acessibilidade, estará disponível para o público em geral o Workbench Planner BIM, uma bancada dentro do FreeCAD que você poderá criar ou importar cronogramas de obra e gerar a simulação da obra.

A quinta dimensão do método BIM é focada no financeiro, permitindo elevar a análise de custos da obra e localizar gargalos para reduzir custos. A sexta dimensão é voltada para a implantação da obra verde, buscando reduzir emissões poluentes e descartes de materiais, além de ser importante na questão sustentável. A sétima dimensão se concentra na comunicação entre as disciplinas, gerando uma processo de gerenciamento de instalações, previsões e informações de garantia e especificações técnicas, conhecido como BEP (BIM Execution Plan).

Dentre os níveis de maturidade do BIM, a oitava dimensão é especial, pois é uma das que não se aplica a um software, sendo mais humana. O 8D tem como responsabilidade melhorar as condições de trabalho dos profissionais nos canteiros de obra, realizando uma análise de prevenção de riscos no processo construtivo e operacional. Cada nível de maturidade se conecta quando se planeja a execução do projeto com o método BIM, e para integrar todos esses processos, existe a nona dimensão, conhecida como construção enxuta, que busca controlar possíveis atrasos para a entrega da obra e garantir uma construção eficaz, além de ter gestão de emergências e de instalações. A décima dimensão propõe industrializar a construção, tornando os canteiros de obra mais produtivos, integrando os softwares dedicados ao método BIM, e adaptando-se a modalidades de construção como StellFrame, WoodFrame, Construção Modulares e o sistema monolítico-EPS, aumentando a demanda e harmonia no ciclo de construção.

Impulsionar renovação em uma organização nem sempre é uma iniciativa tangível, afinal por se tratar de algo novo no Brasil, há muitas elucidações que geram o deslumbramento dos profissionais, não dando-lhes o que realmente buscavam, e sem contar na aplicação que infelizmente requer tempo e desconstrução de uma ideia.

Como ressaltado, a aplicação do BIM é tangível, ou seja, é um método com softwares que atendem as necessidades dos profissionais, contudo uma das maiores barreiras no mercado é o poderio de investimento que requer, para um escritório uma boa análise para implantação. É relevante ao efetuar a aplicação do método BIM que haja estudos dessas ferramentas, para que não se cometa equívocos financeiros e gerando outros prejuízos como uma barreira entre os profissionais para aplicação do método BIM.

5,0 rating based on 251 ratings

5,0 rating based on 251 ratings

Por Pedro Henrique

Atuo como Mentor de Implantação BIM apaixonado por disseminar o conhecimento e impulsionar a indústria da construção civil rumo ao futuro. Fundei a HR Compacta, uma empresa que oferece mentoria, cursos e palestras especializadas no uso de softwares livres, como o FreeCAD, dentro da metodologia BIM. Minha formação abrange Gestão Empresarial, Edificações, Programação e Transação Imobiliária, e sou membro da Comissão de Estudo Especial de BIM da ABNT - CEE_134.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *